Era janeiro de 2007, eu procurava desesperadamente no google por um sebo que fizesse com que aquelas pilhas de apostilas sumissem na minha sala de jantar, foi assim que encontrei o post dela e me encantei, e ela me incentivou a entrar no mundo dos blogs, e a gente trocava emails, a gente ia se encontrar na cozinha dela, assim que ficasse pronta, ela ia me ensinar fazer os cookies... não deu tempo.
Passou esse ano, não consegui abraçá-la.
Agora além dessa dor ficam perguntas sem respostas...
Será que ela teria gostado da minha cuca de nozes, do meu nhoque?
E o presente de aniversário, será que ela ia gostar da cor?
Ah queria tanto ter as respostas...
Queria muito ter tido o prazer de ver aquele sorriso lindo... pessoalmente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quarenta e quatro primaveras...

Pão de farinha láctea (receita para máquina de pão)

Cuscuz de Abobrinha