domingo, 24 de abril de 2016

Cuscuz de Abobrinha

Abobrinha sim senhor! Essa gracinha é rica em vitaminas A e C, vitaminas B12 e B6, cálcio, ferro e magnésio, e hoje essa receita teste foi para agradar a galerinha vegetariana aqui de casa.
Aprovadíssima! :)


Cuscuz de abobrinha

Ingredientes:
1 cebola cortada em cubos
4 dentes de alho picado
3 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de azeite
1 xícara de ervilhas (cozidas no vapor)
1 abobrinha italiana (media) picada
2 tomates picados
10 azeitonas verdes picadinhas
2 xícaras de caldo de legumes 
2 xícaras de farinha de mandioca bijú (ou quanto bastar para a mistura ficar homogênea)
1 xícara de farofa de milho
Sal e pimenta do reino a gosto
3 ovos cozidos (decoração)
6 tomates cereja (decoração)

Modo de preparo:

Refogar o alho e a cebola no azeite até ficarem transparentes, adicionar os tomates, a abobrinha, as ervilhas, a salsinha, o sal e a pimenta do reino e deixar refogar até a abobrinha ficar macia, colocar o caldo de legumes e aos poucos as farinhas de mandioca e milho, mexer bem até engrossar e desgrudar do fundo da panela. (Não deixe a mistura muito seca)
Corte os ovos e os tomates cereja em fatias e coloque no fundo de uma forma redonda com furo central untada com manteiga.
Despejar o refogado de abobrinha sobre a forma e apertar bem a massa com as costas de uma colher molhada. Deixe descansar por uns 20 minutos, desenforme e sirva.


sexta-feira, 15 de abril de 2016

· Os 7 Tipos de Inteligência, segundo Howard Gardner

Howard Gardner é psicólogo, professor de Cognição e Educação da Escola Superior de Educação de Harvard e conhecido nos círculos educacionais por sua teoria das inteligências múltiplas

Segundo Gardner, autor desta teoria, existem ao todo 7 tipos de inteligência e todas as pessoas tem um pouco das 7 combinados dentro de si. No entanto cada pessoa tem um deles desenvolvido de modo mais forte e que se sobrepõe sobre os outros.

Inteligência Linguística

As pessoas que possuem este tipo de inteligência tem grande facilidade de se expressar tanto oralmente quanto na forma escrita. Elas além de terem uma grande expressividade, também tem um alto grau de atenção e uma alta sensibilidade para entender pontos de vista alheios. É uma inteligência fortemente relacionada ao lado esquerdo do cérebro é uma das inteligências mais comuns.

Inteligência Lógica

Pessoas com esse perfil de inteligência tem uma alta capacidade de memória e um grande talento para lidar com matemática e lógica em geral. Elas tem facilidade para encontrar solução de problemas complexos, tendo a capacidade de dividir estes problemas em problemas menores e ir os resolvendo até chegar a resposta final. São pessoas organizadas e disciplinadas. É uma inteligência fortemente relacionada ao lado direito do cérebro.

Inteligência Motora

Pessoas com este tipo de inteligência possuem um grande talento em expressão corporal e tem uma noção espantosa de espaço, distancia e profundidade. Tem um controle sobre o corpo maior que o normal, sendo capazes de realizar movimentos complexos, graciosos ou então fortes com enorme precisão e facilidade. É uma inteligência relacionada ao cerebelo que é a porção do cérebro que controla os movimentos voluntários do corpo. Presente em esportistas olímpicos e de alta performance. É um dos tipos de inteligência diretamente relacionado a coordenação e capacidade motora.

Inteligência Espacial

Pessoas com este perfil de inteligência, tem uma enorme facilidade para criar, imaginar e desenhar imagens 2D e 3D. Elas tem uma grande capacidade de criação em geral mas principalmente tem um enorme talento para a arte gráfica. Pessoas com este perfil de inteligência tem como principais características a criatividade e a sensibilidade, sendo capazes de imaginar, criar e enxergar coisas que quem não tem este tipo de inteligência desenvolvido, em geral, não consegue.

Inteligência Musical

É um dos tipo raros de inteligência. Pessoas com este perfil tem uma grande facilidade para escutar músicas ou sons em geral e identificar diferentes padrões e notas musicais. Eles conseguem ouvir e processar sons além do que a maioria das pessoas consegue, sendo capazes também de criar novas músicas e harmonias inéditas. Pessoas com este perfil é como se conseguissem “enxergar” através dos sons. Algumas pessoas tem esta inteligência tão evoluída que são capazes de aprender a tocar instrumentos musicais sozinhas. Assim como a inteligência espacial, este é um dos tipos de inteligência fortemente relacionados a criatividade.

Inteligência Interpessoal

Inteligência interpessoal é um tipo de inteligência ligada a capacidade natural de liderança. Pessoas com este perfil de inteligência são extremamente ativas e em geral causam uma grande admiração nas outras pessoas. São os lideres práticos, aqueles que chamam a responsabilidade para si. Eles são calmos, diretos e tem uma enorme capacidade para convencer as pessoas a fazer tudo o que ele achar conveniente. São capazes também de identificar as qualidades das pessoas e extrair o melhor delas organizando equipes e coordenando trabalho em conjunto.

Inteligência Intrapessoal

É um tipo raro de inteligência, também relacionado a liderança. Quem desenvolve a inteligência interpessoal tem uma enorme facilidade em entender o que as pessoas pensam, sentem e desejam. Ao contrário dos lideres interpessoais que são ativos, os lideres intrapessoais são mais reservados, exercendo a liderança de um modo mais indireto, através do carisma e influenciando as pessoas através de idéias e não de ações. Entre os tipos de inteligência, este é considerado o mais raro.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Carnaval



            As festas do ano são um acontecimento importante na vida e no ritmo da criança e mesmo do adulto. Se tentarmos nos lembrar de nossa infância, as festas do ano parecem pequenas pedras preciosas. A civilização moderna, tão consumista, incentiva apenas o lado comercial destas festas. Mas elas têm um profundo sentido espiritual, e são marcos importantes no ritmo do ano com suas quatro estações e desempenham um importante papel na biografia e na saúde do ser humano.

 

             Faz-se muito importante resgatar o sentido das imagens que acompanham estas festas anuais, pois assim poderemos usá-las novamente de modo consciente e não simplesmente como uma simbologia que nada mais significa. Usando-as conscientemente, podemos dar novamente um verdadeiro sentido espiritual às nossas festas, e nos beneficiar com o resgate do ritmo anual trazido por elas.

 

             No decorrer do ano, depois do Natal comemorado no final do ano anterior, temos a passagem do Ano Novo e a Festa de Reis fechando as celebrações do nascimento do menino Jesus até seu batismo no rio Jordão. A próxima celebração é a do Carnaval – uma época festiva de expansão e brincadeiras que culmina com a quarta-feira de cinzas, numa metáfora de que se inicia uma fase de interiorização, da preparação para o momento inevitável de se confrontar com a própria morte.

 

           Ainda é muito calor, mesmo terminado o “horário de verão” e retomada as atividades laborais, após o período usual das férias, é lentamente que o ano começa a girar as engrenagens do tempo para o ritmo mais acelerado de nossas vidas. É o período da Quaresma – período de40 dias que se inicia na quarta-feira de cinzas do Carnaval e vai até o domingo da Páscoa.  . Devagar a temperatura começa a cair, assim como as folhas das árvores, os dias ficam mais azuis, o clima mais seco. O outono inicia trazendo com ele uma nova Época.

        O carnaval é o período festivo entre a Epifania (dia de Reis/batismo no Jordão) e a Paixão de Cristo. Como outras festas cristãs, são continuações de antigos hábitos pagãos. Esta festa nasceu na antiga Roma  –  a confraternização dos soberbos ou feudais com seus escravos, empregados etc. Com “as máscaras” os papéis podiam ser trocados, por exemplo, a rainha podia se divertir com o caçador sem que este a reconhecesse.

 

          Nesses dias de carnaval, qualquer um pode representar ser o que quiser. Pode-se experimentar uma nova máscara sem grandes conseqüências, bastando estar atento para que a brincadeira não exceda limites.

 

          As brincadeiras, o dançar e o fantasiar-se, trazem uma leveza nesses dias, de breves momentos de respiração anímica, o que nos ajuda a penetrarmos como que rejuvenescidos, na séria época da Paixão e da morte.

 

          Antigamente esta festa, com suas máscaras e barulhos, servia também para expulsar ou atrair seres elementares da natureza. Era a época, no hemisfério norte, de mandar o ser do inverno embora e chamar o espírito da primavera.

 

          É verão no Brasil, e nesta época, a seriedade da vida só começa depois do Carnaval, não só por se tratar de um povo brincalhão, mas por isto ser o fluxo natural do tempo. Por se tratar na verdade, de uma grande respiração, entre expansão e contração, natural no ritmo do ano. Tal como em tudo que é vivo.




sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Época do Advento

O que permeia a Terra, o ambiente e o Homem nessa época?

Ao contrário do que normalmente se pensa, essa época é uma das mais difíceis e dolorosas do ano, pois durante o Advento vamos transformando todo o nosso ser para que aquela entidade de amor, o Cristo, possa nascer em nosso coração. E esse preparo, que se renova a cada ano, é o resultado da superação das mais terríveis tentações que pretendem impedir que esse nascimento aconteça.

Durante a época de Micael (São Miguel Arcanjo, 29 de setembro) o ser humano vai desenvolvendo coragem para superar as influências das forças adversas e dirige essa coragem, essa luta cósmica de Micael contra o dragão, para dentro do seu ser.

Durante a época do Advento o ser humano irá utilizar essa dádiva recebida na Época de Micael para lutar contra tudo aquilo que está impedindo o surgimento de algo novo naquele espaço mais sagrado que vai sendo criado no íntimo do coração.

O ambiente físico (Terra) nessa época do Advento. Terminando o inverno, a natureza encontra-se bastante seca. Ainda existem incêndios e fumaça. Além disso, um ambiente nublado de nuvens e neblina vai surgindo com as primeiras chuvas. O horizonte nítido e claro da época do inverno vai sendo apagado pela névoa e pelas nuvens. As estrelas não brilham tanto, pois há sempre nuvens e neblina. Toda a natureza vai ficando mais oculta, revestida de névoas.

Em relação ao vital (água), ocorre o seguinte nesta época: as chuvas, a princípio leves, vão se tornando mais intensas e surgem de repente tempestades. Um impulso vital invade de maneira impetuosa toda a natureza. Surgem inundações, os rios se tornam mais caudalosos e com correntes fortes, turbilhões...

Em relação ao anímico (ar), a luz, notamos nesta época do ano, que grandes massas de nuvens escuras, quase pretas, cobrem a maior parte do céu anunciando tempestades em tom ameaçador. A cor azul do céu e os raios luminosos do Sol desaparecem, e a região mais clara da paisagem é a própria terra! Uma Terra iluminada tendo ao fundo um céu cinza chumbo.

Em relação à individualidade (calor, consciência), ocorre que ondas de frio vindas do pólo sul surgem repentinamente. Em poucas horas a temperatura cai, o tempo fica nublado, chove, e às vezes persiste uma garoa. Depois disso, surge um ambiente quente, e abafado. Nossa consciência, durante esse período também tende a ficar abafada e é difícil nos mantermos em vigília nessa situação.

Frieza e abafamento da consciência em sobressaltos, em ímpetos, é o que surge na natureza humana nessa época.

O nascimento do Novo Espírito Solar, o Cristo, ocorre em um âmbito de violência, sofrimento e dor. O episódio do recenseamento imposto por Roma de maneira agressiva aos habitantes da Judéia e a matança das crianças por ordem de Herodes nos revelam que o nascimento do novo é precedido por uma enorme e violenta resistência.

Tanto do ponto de vista histórico como dos eventos ocorridos na Natureza, esta época do ano é permeada por grandes ímpetos e turbilhões que precedem o nascimento da grande entidade Solar.

O ser humano reflete em seu íntimo aquilo que ocorre no mundo externo. Não apenas o físico reverbera o ambiente desses grandes ímpetos que ocorrem na Natureza, mas a nossa vitalidade, o nosso estado anímico e a nossa individualidade são acometidos pelos assaltos que querem impedir o nascimento daquele Novo Ser no íntimo do nosso coração.

Referencia: “Época do Advento”, Flávio Ernesto Milanese.


sábado, 7 de novembro de 2015

OS QUATRO ANJOS DO ADVENTO (LENDA RUSSA)


Há muito tempo atrás os homens viviam no mundo, mas não sabiam construir casas, nem plantar e cuidar da terra. Viviam em cavernas onde era escuro, não tinham luz.

Deus, então chamou os Anjos para que troxessem luz aos quatro cantos do mundo e avisassem os homens que o Filho de Deus viria.

O primeiro Anjo tinha asas azuis. Foi iluminar as cavernas e as grutas com um raio de luz que o sol lhe deu. Foi esse raio de luz de sol que ajudou os anões a fazerem pedras coloridas. Esse anjo trouxe a chuva e ela lavou as pedras, encheu os lagos, fez os rios correrem mais depressa.

O segundo Anjo tinha asas verdes. Saiu do céu bem cedinho, mas como voava devagar, chegou na terra ao entardecer. O raio de luz que esse Anjo trouxe deu cor e perfume às plantas. Ele também ensinou os homens a plantar e a deixar a terra bem fofinha para receber a semente.

O terceiro Anjo tinha as asas amarelas. Ele foi até perto do sol e o sol lhe deu um raio de sua luz para que ele trouxesse até a terra. Quando ele estava chegando, os animais viram aquela luz e ficaram admirados. O Anjo então explicou que iria nascer uma criança muito especial e que todos deveriam se preparar para recebê-La. Os pássaros fizeram músicas muito bonitas, as borboletas coloriram suas asas, os animais de pelo falaram uns com os outros sobre o acontecimento e o vento espalhou a notícia por todos os cantos.

O quarto Anjo tinha asas vermelhas. Ele queria tanto ajudar os homens que foi logo falar com
Deus , não esperou ser chamado. Deus tirou uma luz do seu trono e disse ao Anjo vermelho que colocasse essa luz no coração de cada homem, de cada mulher, de cada criança. Porque já estava bem perto o dia do nascimento de Jesus.

É por isso que até hoje acendemos 4 velas na coroa de Advento, para lembrar os quatro anjos que nos avisaram da chegada do filho de Deus.