segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Tremor nos olhos...



Gente alguém pode me esclarecer o que se passa no meu olho direito, tem um mês que ele fica tremendo sem parar, uns dizem que é coisa boa, até joguei na mega-sena pra ver se virava alguma coisa e nada, tô começando a achar que tem algo errado, agora mesmo tô escrevendo e o olho no vibracal, aiii tá me deixando inquieta já viu!!!
Será que é stress? Alguma síndrome nova?
Tô mess é precisando fazer exercício, mas ainda num achei nada que eu gostasse de fazer, acho que vou tentar spinning, e como ultima opção hidro, aiii mas só de pensar bate uma preguiça....eita vida.
Boa semana pro cêis.



4 comentários:

Amauri disse...

mais exercício que ja faz comigo...rs..
mais vamos sem duvida descobrir algo que vc possa fazer
beijão meu amor..

(l' excessive) disse...

Oi, Lih!
Vim até aqui pois visito assiduamente o blog da adelaide amorim, cuja poesia, aliás, amo de paixão.
Sobre o treme-treme de seu olho, tenho a dizer a voce que é stress, puro stress. Numa de minhas últimas consultas ao meu oftalmo perguntei exatamente sobre isto pois me acontece seguidamente este incômodo.
"É stress!" disse-me ele com todas as letras. e eu ainda lhe disse: "mas não necessariamente..." E ele, com toda propriedade me respondeu: "NECESSARIAMENTE!"
Portanto, minha cara, procure relaxar!
:o)
um beijo pra você

Antonio disse...

Vai nesse site aqui.
http://saberviver_oftalmologia.blogs.sapo.pt/4567.html

Augusto disse...

Sem duvida não é stress.
A única coisa que faz o olho de fato tremer, é o aumento da pressão intra-ocular. Por vários motivos.
às vezes a ausência de Magnésio no organismo,vista cançada, ou o inicio de glaucoma. O glaucoma é causado por diferentes enfermidades que, na maioria dos casos, levam a um aumento da PIO. O aumento da pressão é causado por um bloqueio ao fluído no interior do olho. Com o tempo isto causa dano ao nervo óptico. Através da detecção precoce, diagnóstico e tratamento, você e seu oftalmologista podem ajudar a preservar sua visão.

Pense em seu olho como em uma pia, na qual a torneira e o ralo permanecem permanentemente abertos. O humor aquoso está constantemente circulando através da câmara anterior. É produzido por uma pequena "glândula", chamada corpo ciliar, situada atrás da íris. O aquoso flui entre a lente e a íris e, após nutrir a córnea e a lente, flui para fora através de um tecido esponjoso e fino chamado malha trabecular, que serve como o ralo (escoamento) do olho. A malha trabecular está situada no ângulo onde a íris encontra a córnea.
Quando o ralo da pia entope, o aquoso não consegue deixar o olho tão rapidamente quanto é produzido, causando um fluxo retrógrado. No entanto, como o olho é um compartimento fechado, a pia não transborda; ao contrário, o fluxo retrógrado causa aumento da pressão intraocular. Chamamos isto de glaucoma de ângulo aberto.

Para entender como o aumento da pressão afeta o olho pense em seu olho como se fosse um balão. Quando muito ar é soprado para dentro de um balão, a pressão aumenta, causando seu estouro. Mas o olho é resistente demais para estourar. Esta pressão aumentada passa a atuar sobre a parte mais fraca do olho, o ponto na esclera onde o nervo óptico deixa o olho.

Como mencionado anteriormente, o nervo óptico é a parte do olho que carrega a informação visual até o cérebro. É formado por mais de um milhão de células nervosas. Quando se eleva a pressão no olho, as células nervosas tornam-se comprimidas, o que as danifica, e eventualmente até causa sua morte. A morte destas células resulta em perda visual permanente. O diagnóstico e o tratamento precoces do glaucoma podem prevenir esta situação.