segunda-feira, 28 de abril de 2008

Era uma vez um lipoma

Estava eu, bem "tranquila" achando que ia ao gineco fazer os exames rotineiros, colher o tal do papanicolau, fazer o exame das mamas, enfim, quando você pensa que já sentiu a pior dor da sua vida, vem o dito cujo do médico e fala que você tem lipoma (nódulos de tecido gorduroso) no períneo (eu nem sabia que tinha períneo)...
Aí foi me explicando as consequências se não os retirasse e que o quanto antes fosse, melhor seria.
Já que eu estava naquela posição deplorável, decidi por retirar os benditos lipomas.
Cheio de cuidados lá vem ele com aquela seringa de anestésico, quando eu sem esperar vem ele e tuc... perfura todo e qualquer lugarzinho dolorido daquela região....( primeiros urros de dor)...
Passou um tempinho e lá vem ele novamente com um equipamento parecido a uma máquina de solda, mas tudo muito moderno, lá estava o meu lipoma sendo televisionado e próximo de ser retirado.
Maldiçãooooo quando ele encostou aquele bastãozinho no lipoma, com aquele barulho bem parecido ao da máquina de solda, senti queimar até a alma...(e muito mais urros de dor)...a anestesia não havia pego direito.
Lá vai mais um tubinho e mais agulhadas doloridas...
Resumindo... saí do consultório abalada, cento e oitenta reais mais pobre e cheirando a churrasquinho.

Nenhum comentário: