domingo, 16 de março de 2008

You can...

Você pode não me perceber, mas estou sempre por perto.
Você pode não me entender, mas eu te compreendo até em pequenos detalhes.
Você pode não me sentir, mas, por todo tempo eu tenho procurado tocar teu coração.
Você pode não acreditar, mas eu sei quando choras, pois sou eu quem enxuga tuas lágrimas e chora contigo.
Sei quando estás triste, pois o meu coração me diz.
Sei quando estás feliz, pois a minha alma exulta com cântico.
Sei quando sonhas, pois sou eu quem vela teu sono.
Pode parecer-te estranho, mas eu não respeito mas a distância geográfica. Estou sempre contigo: quando choras, quando ri, quando estás triste, quando estás desanimado, quando precisas de alguém.
Tudo isso pode parecer presunção, mas eu realmente sei muito de vc, pois desde que te conheci não vivo mais para mim;
vivo para nós dois.

Um comentário:

adelaide amorim disse...

OI, Lih. Muito romantismo por aqui :) Que seu fim de semana seja cheio de alegria, querida. Um beijo.